sábado, 25 de junho de 2011

Jogadores Históricos: Fernando Hierro

Hierro chegou sob desconfiança no Real Madrid, mas logo tornou-se um dos maiores ídolos da história do clube (realmadrid.com)

Segurança. Era esse o sentimento compartilhado por quem atuava ao lado de Fernando Hierro. Sua dedicação aos clubes pelos quais passou era inegável, e o zagueiro fazia questão de demonstrá-lo em campo. Isso para a tristeza dos adversários, que não tinham vida nada fácil com ele por perto.

Nascido em Málaga, na Andaluzia, começou sua carreira no infantil do Vélez, pequeno clube da cidade que disputava torneios regionais. Depois, ingressou às divisões de base do Málaga, passando, primeiramente, pelo time B da equipe, o Atlético Malagueño. Em 1984, retornou ao Vélez porque não foi considerado suficientemente bom para a prática do futebol no Málaga. As comparações com seus irmãos, mais habilidosos que ele, não o fizeram bem. Contudo, tudo começou a ganhar novos rumos a partir de 1986: a pedido de Manolo Hierro, um de seus três irmãos, que militava no Valladolid, o clube pucelano o contratou. Sua estreia com a equipe principal dos violeta aconteceu em outubro de 1987, num confronto contra o Espanyol, vencido pelo Valladolid por 2 a 1.

Em 1988/99, disputou seu último jogo pelo Valladolid curiosamente contra o Real Madrid, clube que o contrataria um mês depois: a final da Copa do Rei, no La Cartuja, em Sevilla, ante os merengues, que venceram por 1 a 0 e levaram a taça. Em junho daquele ano, os blancos ofereceram 1,2 milhões de pesetas e tiraram o jovem Hierro do José Zorilla. Na capital, inicialmente fora utilizado como volante no 4-3-1-2 de Radomir Antic, mas pela ausência de zagueiros de confiança chegou a exercer essa função antes de se consolidar no posto de melhor zagueiro espanhol. Reserva na maioria do jogos, fechou a temporada com seu primeiro título de Liga Espanhola na carreira. O título foi o último do Real Madrid antes da hegemonia do Dream Team do Barcelona. Em 1989, foi convocado para a seleção principal espanhola pela primeira vez e estreou em um amistoso ante a Polônia, vencido pela Fúria por 1 a 0.

Após a temporada de estreia bem abaixo da média no Real Madrid, Antic viu que era protegendo a retaguarda blanca que Hierro mais se saia bem. E, em 1989/90, foi titular durante toda a campanha do vice espanhol e, de praxe, marcou sete gols em 37 jogos. Como resultado, foi convocado para a Copa do Mundo de 1990, ainda que não tenha disputado nenhuma partida e deixou o campeonato como uma "decepção", não pelo futebol apresentado, e sim pelo futebol não apresentado. O treinador Luis Suárez não deu nenhuma oportunidade a El Mariscal e viu a sua Roja ser eliminada pela antiga Iuguslávia nas oitavas-de-finais por 2 a 0.

Com a chegada de Jorge Valdano ao comando técnico merengue o futebol de Bubu ascendeu muito e ora ao lado de Manolo Sanchís, ora ao lado de Rafael Alkorta, formou uma dupla de zaga bastante sólida. Após ganhar quatro La Liga, duas Champions League e participar de mais uma Copa do Mundo, dessa como titular, assumiu a braçadeira de capitão da equipe de Chamartin após a aposentadoria de Sanchís.

Hierro será eternamente lembrado por ser o quinto jogador que mais vestiu a camisa do Real Madrid com 598 jogos, atrás apenas de Sanchís, Santillana, Raúl e Gento. Sua trajetória em Madrid se encerrou em 2003, após mais um título de Liga e Champions, quando acabou saindo para jogar no mundo árabe, no Al-Rayyan, do Catar, e posteriormente no Bolton, da Inglaterra, a convite de seu amigo e ex-companheiro de Real Madrid, Iván Campo. Pela seleção espanhola, jogou sua última copa em 2002, onde foi capitão e viu a seleção acabou ser injustamente eliminada pela Coreia após um erro gravíssimo do árbitro da partida. Pela Fúria, defendeu as cores roja em 89 partidas e marcou 29 gols.

Em 2005, um mês depois de anunciar sua aposentadoria dos gramados, foi homenageado pela diretoria merengue antes de um dérbi contra o Atlético de Madrid, onde realizou o pontapé inicial da partida e foi ovacionado por todo o Santiago Bernabéu. Em 2007, foi nomeado Diretor Esportivo da RFEF, cargo que ocupa até hoje.

Fernando Hierro
Nome completo: Fernando Ruiz Hierro.
Data de nascimento: 23 de março de 1968, em Velez, Málaga.
Posição: zagueiro.
Clubes: Velez, Atlético Malagueño, Valladolid, Real Madrid, Al-Rayyan e Bolton.
Títulos: 5 Campeonatos Espanhóis (1989/90, 1994/95, 1996/97, 2000/01, 2002/03), 1 Copa do Rei (1992/93), 4 Supercopas da Espanha (1990, 1993, 1997, 2001), 3 Liga dos Campeões da Uefa (1997/98, 1999/2000, 2001/02), 1 Supercopa da Uefa (2002), 2 Mundial de Interclubes (1998 e 2002), 1 Copa Emir de Catar (2003/04).

2 comentários:

  1. Esse foi um jogardozaço, tomava muito cartão porque chegava duro.

    ResponderExcluir
  2. craque mesmo o hierro

    ResponderExcluir