sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Saber ganhar ou querer ganhar?

Imagem de Andrés Iniesta retrata bem os gols perdidos pelo Barcelona (sport.es)


A pergunta é deveras estranha, qual time não quer ganhar? E mais: Não quer saber como ganhar suas partidas? Seja qual for o esporte, a competição, a resposta seria os dois, ou pelo menos "querer ganhar". Pois é, parece que com o Barcelona isso é diferente, ou melhor, com este início de temporada 2010/11 dos blaugranas. O time de Pep Guardiola vem jogando bem abaixo do que sabe, do que se espera, contudo, atuando mesmo assim melhor que seus adversários.

O jogo entre Barcelona x Copenhagen na última quarta pela UCL ficou claro isso. O clube catalão dominou o jogo, pressionou, criou chances e mais chances - principalmente na primeira etapa -, bolas na trave, gols anulados por impedimento - e bem anulados -, gols perdidos, porém, muitos deles por excesso de toques de bola e falta de finalizações. Sorte do Barcelona é ter Messi, que decide qualquer jogo a qualquer momento.

O jogo
Claramente superior ao adversário e jogando em casa, o Barcelona foi para o ataque logo de início. David Villa, em bela jogada, acertou o travessão; após isso, Messi fez um belo gol, mas impedido; e, ainda, em um belo lançamento de Andrés Iniesta para uma bela assistência de cabeça de Daniel Alves, David Villa pegou de primeira e o goleiro fez uma bela defesa. O Barcelona dominava completamente, mas sem o gol e, com isso, apareceu mais uma vez a estrela do futebol mundial: Lionel Messi.

O jogador argentino recebeu passe de Iniesta, limpou e finalizou de esquerda de fora da área. Um golaço no ângulo direto do goleiro, sem nenhuma chance. Placar aberto aos 19' de jogo. Após isso, todos imaginavam que uma goleada blaugrana estava por vir: errado. O que se viu foram gols desperdiçados e chances dadas ao azar. O primeiro ataque do Copenhagen não foi completo porque Santin não deu continuidade na jogada, achando que estava impedido, o jogador do clube dinarquês iria sozinho em direção ao gol e parou. O primeiro tempo acabou 1-0 e ainda antes do término o Barcelona teria mais um gol bem anulado.

Como já estava com a derrota parcial, o Copenhagen mudou seu estilo de jogo e saiu no segundo tempo marcando no campo de ataque, sendo assim, complicando as saídas de bola do Barcelona. Aos 21', quase os dinarmaqueses chegaram ao empate. Após belo disparo de N'Doye no travessão, o brasileiro Santín mais uma vez desperdiçou. Sozinho, ele cabeceou a bola para fora, quando Pinto, titular no lugar de Valdés, já estava vendido. Pep mudou. Colocou Pedro e Xavi nos lugares de Villa e Maxwell para tentar dar uma mudada no ritmo do time, que somente tocava a bola e finalizava pouco. Mas mesmo assim, o Barcelona levou o susto no final do jogo, quando Kvist viu o goleiro Pinto adiantado e arriscou do meio campo. José Manuel se recuperou e deu um tapa botando a bola para escanteio.

No lance seguinte foi a vez de Dani Alves quase marcar. O lateral, em bela jogada individual, deu um chute no pé da trave e quase ampliou o marcador. Já nos acréscimos Messi apareceu de novo: após um chute espirrado do argentino, a bola sobrou na esquerda para Éric Abidal, que, tentando acertar o gol em um chute de primeira, deu uma assistência para Messi, que dominou a bola e marcou o segundo, decretando, assim, a vitória e a liderança à equipe de Pep Guardiola.

O início de temporada do Barcelona é bem aquém àquele esperado. Muito isso se deve graças à disciplência. Oportunidades são criadas, porém, não concluídas com êxito, como nas temporada anteriores.

No Ibrox, Valencia fica no empate
O Valencia foi a Glasgow, no Ibrox Park, enfrentar o seu rival escocês pela segunda vaga no grupo que tem o Manchester United como principal favorito, e, devido as proporçõs, pode-se dizer que se deu bem. Ainda que o time tenha mostrado neste início de temporada que poderia vencer em Glasgow, os chés fizeram seu papel fora de casa e saiu do Ibrox conquistou um empate (1-1).

As duas equipes tiveram chances de sair com a vitória, mas os goleiros estavam inspirados, principalmente César Sanchez que, mesmo falhando no gol, fez defesas importantes no primeiro tempo. Os gols foram marcados pelo americano Edu - um a favor e o outro contra. Os donos da casa abriram o placar aos 34' do primeiro tempo, em cruzamento que Edu foi mais rápido que Cesar e colocou às redes. Mas no início da segunda etapa o próprio Edu marcou de novo, mas contra, decretando o empate.

O Valencia precisa vencer no jogo entre as duas equipes no Mestalla, dia 02 de novembro, para assumir a segunda posição já que o Rangers tem 05 pontos e o Valencia 04 pontos. O duelo ganhará contorno decisivo, já que o Manchester vai se colocando como primeiro do grupo e imagina-se que o Reds Devils não desperdiçarão pontos contra o Busaspor.

Um comentário:

  1. é incrível como que o barcelona vem jogando mal no camp nou

    ResponderExcluir